12 maio 2007

Tum Tum, meu Brasil!


Eu sou do Brasil. Hoje eu acordei com uma vontade adoidada de dizer que nasci nessa terra ignorante dos bois, do açúcar, do café, dos batuques, do acarajé. Essa terra avermelhada, da pele marcada de Sol. Da alegria das cores, das penas, dos tupis. Terra das raízes, das misturas, do verde, do amarelo e do azul. Das danças, da chuva, da seca, da paixão e da rotina.



Esse meu país, enorme, maltratado e contido, segurado até as últimas forças, dominado, enfim. Minha terra do samba, do lobisomem e de Iemanjá. O que é que há contigo?

Meu brasil percursionista, cadê teu povo dos tambores e chocalhos? Batam palmas! Cadê teu vatapá, dendê? Tuda feijoada? Farofa, farinha! Quantos brasileiros realmente sabem o que significa fast food?


Meu Brasil das redes, dos tecidos, dos vestidos, das vergonhas. Eu estou aqui pra te viver! Eu estou aqui pra ser parte de ti! De uma vez por todas, aqui estou eu e sou. E que sejamos nós. E que sejamos próprios.

Meu Brasil, cadê tua cor? Cadê o povo, teu pulo e teu carnaval tremendo as tombadas estruturas do maravilhoso pelourinho?! Cadê?

Essa manhã se apossou de mim, sem mais palavras, um espírito fortíssimo que me trouxe um batuque e um gingado especialmente brasileiro. Que me fez tanto bem! E que é tudo o que nos falta. Acordei com toda a esperança que não temos mais, com todo o gosto que deixamos escorrer por entre os dedos, por entre os dentes. Eu quero gritar pro meu povão que essa terra enorme é nossa! Que essa cultura é nossa! Que ninguém pode tirar isso da gente! Eu tenho vontade de sair sambando por aí. E dizer do quanto tudo isso é nosso! E o frevo? Vamos dançar frevo! Eu quero que todos vocês queiram querer. Eu quero que se orgulhem do nosso suor, dos nossos grãos e que se orgulhem de nós. Eu quero olhar pra nossa história e encher o peito de ar fresco e poder dizer: linda. Eu quero a nossa história. Eu quero que seja nossa. Eu quero uma semente verde e amarela pra pôr no coração de cada um desses mamíferos desmamados e inconscientes. Eu quero nossas rendas e nossos sacos, nosso cheiro e nossos abraços.



As pré-definições são tão fúteis... Me cansam, me enjoam.
Ai ai Ai ai, South American way!

Eu tenho orgulho do nosso calor, eu tenho orgulho dos nossos defeitos. Sim, é preciso aceitá-los.

O detalhe da poeira que levanta do chão, da chuva que cai forte nos dias de verão e que logo passa, da grama verdinha no começo da manhã e ainda molhada de orvalho. Será preciso apontar a beleza que existe nisto?

Eu cheiro à Brasil, vivo o Brasil, eu respiro e me alimento de Brasil. Em minha humilde tentativa de gratidão em forma de palavras, eu tenho que tirar o nó que está entalado na minha garganta porque eu acredito, porque eu sou brasileira de coração, porque eu tenho fé ainda. Eu tenho fé em nós. Vamos acordar, meu Brasil das onomatopéias, das figuras de linguagem, das expressões populares!


Meu coração não bate, batuca. Eu tenho o calor e a risada da minha terra. Eu sei bem de onde eu venho e eu encho a boca pra falar:

Eu amo você, meu Brasil!





7 comentários:

_cams; disse...

uau o.o"
*APLAUSOS INFINITAMENTE INFINITOS*

.Büн. disse...

;3

Camilaaaa
eu não sou emo SHuhaUsh =x

aliás legal o Post RoxRoller

BjO moça!

&#9986 lia disse...

UHAUAHUAUH, super famosa (h)
jajá serei capa da CARAS.

E roubar gaby? Juro que não entendi.

Declaração? Que declaração?
Seus comentários me deixam confusa!
UHAUAUHA :]

Te amo!

&#9986 lia disse...

Agora tudo se esclareceu!
AUHUAAUHUH, que todo o universo conspire a favor da minha aprovação na ETECAP (aprovação?), e eu prometo não rouba-la...

Imagina que interessante seria Harry Potter pipoqueiro?

evandro disse...

eita
as vezes acordo assim tbm, mas as vezes acontecem coisas nessa nossa terra linda q sao foda;;;
tanta capacidade jogada fora
ah, vc eh demais ..
me encantam seus textos!!
e logicamente vc
bju

carol, carol, carol, carol. disse...

Uauu!!!
um monte de fotos lindas!!
amei!
vc ve, se vc pensar que ontem foi ridículo, imagine antes de ontem.
(que frase sem efeito, mas tudo bem)
nunca é demais um pensamento positivo =)

isabel disse...

amei o post!
moramos num pais tão mestiço que se torna bonito naum pela perfeição da natureza mas pelas pessoas que moram nele!
um pais lindo de a a z do aiapó ao chuí!