27 janeiro 2007

Aniversário, desaniversários e afins.

O aniversário da minha avó foi lindo.

Às vezes eu me pergunto o porquê de comemorar aniversários e, vendo que não há razão lógica mesmo, eu decidi que é pra deixar as pessoas mais felizes. E é o bastante, não é? Na verdade, a gente ama quem a gente ama todos os dias, sem excessão (ou com excessões, dependendo do caso). Mas o que importa é que é um dia que todo mundo que ama o querido aniversariante se junta pra dizer tudo de mais emocionante pra esse alguém tão especial. E coisas emocionantes são, na maioria das vezes, boas.

Talvez a gente pudesse comemorar desaniversários, como o coelho Maluco da Alice no País das Maravilhas, todos os meses. Mas seria tão rápido e ia cansar tão logo...

No dia do meu aniversário eu parei e vi tudo o que eu conquistei. Se é verdade essa história de 'diga-me com quem tu andas e te direi quem tu és', eu tô bem na fita. Meus amigos são tudo o que eu pedi à Deus. São os melhores, os mais confiáveis, os mais de sempre, os mais tudo mesmo. Minha família é a mais linda, não posso dizer inteira, mas a parte unida é tão boa que compensa qualquer outra que falte aqui ou ali.

Essas análises das partes boas da vida, e também dos aniversários fazem tão bem que eu acho que todo mundo deve fazer isso. O dia do aniversário é o melhor dia pra refletir quem ama de verdade, quem é de verdade, quem está ali, quem queria estar e quem não está. É tanta reflexão que deve ser por isso que alguns aniversários duram semanas. Maais reflexões, né? ;) E é isso aí, aniversários são ótimos, lindos, cheios de coisas boas e é por isso (e mais nada) que eles existem. Não importa sobre ficar mais velha, sobre contar os anos porque não é naquele dia que o seu braço dá um solavanco e cresce a cota do ano todo. O que importa é receber convidados, cartinhas escritas, presentinhos, presentões, coisas lindas, abraços, beijos...

Tanto faz de alguma forma, porque quem ganha o primeiro pedaço do bolo não é necessariamente quem gastou mais dinheiro, mas quem deu o melhor presente. Mesmo que não tenha custado nada, mesmo que não tenha sido dado nada de visível.




Muitíssimo obrigada à vocês que me dão presentes o tempo todo.
E obrigada também àqueles que disseram 'parabéns, tudo de bom' pelo orkut.
E hoje, um obrigada especial a quem inventou o aniversário! o/

4 comentários:

M.C.F disse...

Bem, eu também não sei exatamente quem você é. Na verdade, não faço a mais pálida idéia de quem você seja. Mas isso não é um problema, já que a gente pensa igual. E...ah, é sempre bom saber que ainda existam pessoas inteligentes no mundo =) enfim, se é amiga da juh, é minha amiga. =DDDD
OOXX

M.C.F disse...

é maria =) na verdade, maria carolina, mas normalmente me chamam por um ou pelo outro. Maria Carolina é só pra minha mae quando ela ta absurdamente furiosa comigo O.o

M.C.F disse...

Ahhhh.
então aproveite com todas as letras, viu? Quando vc estiver no seu ultimo primeiro dia, vai ver o vazio que dá =P
Mas, c'est l'a vie =P acabam umas experiencias..começam outras melhores...acontece ;)

Mááárinãm disse...

Eu amo reflexões, principalmente as suas.
E eu amo aniversários, principalmente os com a nossa super fábrica de produzir felicidadezinhas anuais.
E eu amo você, minha cara.

E olha só o que é o mais máximo:
eu tenho uma professora de gramática riponga, que gosta de los hermanos e usa all star. Num é demais?