24 janeiro 2007

Days like this.

De ontem pra hoje eu e a Marina dormimos na casa da Juliana. Eu realmente adorei conhecer lá. A cidade dos Eucaliptos é demaaaais e enoooorme, como já era de se esperar. Eu pensei em ver o Vinícius porque ele mora lá e seria bem fácil, mas não deu. E acho que essa história não tem mais nada a ver mesmo. O quarto da Juh é cor-de-rosa e eu amei. Ficamos lá sentadas no chão ouvindo Los Hermanos e conversando um monte de banalidades por um tempo considerável. Sabe? A Jú mudou de verdade. E eu gosto muito mais dela agora, ainda mais do que eu gostava no começo. Acho que ela reanalizou muitas coisas da nossa convivência e assim ficou muito mais fácil. Agora ela se tornou aquela "amiga que eu quero ter por perto" como eu sempre soube que no fundo ela era. Eu sempre adorei os conselhos, as histórias e as músicas dela. Ela sempre tem uma opinião boa sobre as coisas e que eu sempre estou disposta a ouvir. Na verdade eu não sei bem qual foi o problema da fase que ela passou distante, mas eu sei que foi ruim e distante, mas passou. E só eu sei como é bom ter ela de volta e saber que a primeira impressão era mesmo a certa sobre ela.

Bom, mas depois de analisar Los Hermanos loucamente, a gente foi pra sala assistir o dvd da Madonna que a Jú comprou. O dvd é M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O!!!! Eu nunca pensei que a Madonna fosse tão política, centrada, inteligente, bonita, grata, humana e todas essas coisas legais. Mas a fama tem dessas coisas também, as pessoas não vêem exatamente o que os artistas são, mesmo que eles tentem jogar na cara de todo mundo o tempo todo nos dvds e nas entrevistas, todo mundo só ouve like a virgin no rádio e acha que conhece ainda. É claro que eu não sou muito diferente. A partir de ontem, com essa suuuper surpresa sobre a madonna ser demais, eu juro que só vou julgar o que eu realmente conheço. Quando acabou o dvd a gente ligou na Globo e viu o 24 horas. Eu amo essas sériezinhas sem noção. O cara sempre tem tudo na mão, sempre tudo dá certo, o carro explode com ele dentro e ele sobrevive. É, eu sei que é sem noção mesmo, mas ainda assim eu gosto de acompanhar a emoção da coisa. É bom e faz bem, sem contar que é um bom motivo pra dormir tarde! A Audrey Raines é demais. Se tem uma coisa que me toca são esses romancezinhos meio proibidos pelo trabalho, que demoooooram a acontecer. Depois que acabou o Jack a gente ainda comeu, ficou rindo tipo bêbadas de sono e entrou um pouco na net. Depois, ainda teve a discussão sobre os colchões. Três meninas e um colchão de casal. A Jú se ofereceu pra dormir na sala, mas não era muito legal dormir longe. A gente queria era amontoaaaar! HAHAHAHAHA. Daí a gente ficou lá, passando calor. E finalmente, dormimos. A Jú não agüentou e foi pro sofá no meio da noite. A Marina não teve nenhum tipo de sonambulismo suspeito, ainda bem.

A gente demorou pra carambra pra acordar. E o tio Rinaldo foi cantando lá no computador. Quando (FINALMENTE, ALELUIA) acordamos, nós comemos e depois de um tempo tivemos de vir embora.

Ahhhh, mas eu esqueci da coisa mais importante de todas! O Godofredo e a Yasmin são as melhores coisas desse mundo! São os gatos siameses da Jú. Ai, que lindos. Eu me apaixonei por eles! Mais ainda do que pela Audrey, vocês acreditam? Foi tudo bom, mas os gateeenhos ganharam o prêmio joinha do dia! :)

Aqui em casa tá tudo super lindo. A minha mãe tá uma fofura de gente esses dias, e eu tenho sido boa também, deve ser por isso. Fiquei muuuuito no computador, e ela nem reclamou. Eu fiquei gripada, não sei porquê. Agora eu mandei o cd da Casey pra Jú e não tô fazendo mais nada.

Daqui alguns minutos começa o 24 horas e é óóbvio que eu não vou perder.

Eu não falei com a Gabi hoje e eu nunca mais falei direito com a Gabi. Eu sinto muita saudade. Se eu tivesse um gênio da lâmpada e um pedido eu pedia pras coisas melhorarem pra ela, mas parece que tá difícil das coisas se acertarem. Pelo menos as aulas de piano devem ter sido legais. Quando ela começar a tocar vai ser demais.

Bom, agora a minha mãe acabou de dizer que se ela não me manda dormir eu fico dia e noite aqui. E é a hora de ir deitar mesmo. Eu tô com sono.

Tudo por causa da Casey Dienel, vamos ver se isso vai pra frente.
Amanhã eu volto. Até! o/

Um comentário:

yvy disse...

Você repitiu meu nome tantas inúmeras vezes que você (não só por isso) merece um comentário.
E COMO É SATISFATÓRIO MELHORAR!
E COMO É SATISFATÓRIO RECONHECER!
Obrigado pelas coisas bonitas do post, foi realmente uma surpresa.









Você sabe que eu amo surpresas, não?
Amo você.