25 janeiro 2007

Ode to my family. Ode?


Eu sou a Camila, muito prazer. Eu entro escondida nas fotos e mostro as minhas bochechas enormes que agradam alguns e não são do gosto de outros. Ser penetra às vezes é bom também. Eu vivo no mundo da lua, me apaixono por tudo. Gosto das texturas, dos sons, da cor. Gosto mesmo. Da forma, do jeito, do simples. De tocar, de olhar. E sinto como uma criança que acaba de conhecer o mundo. Porque eu quero olhar pra todos os cantos e sentir tudo o que há de melhor. O gosto de todas as cores, a música de todas as paisagens, a cor de todas as notas. É tudo assim, confuso e lindo de vez em quando. E eu quero ir pra sala olhar pras pessoas e ver que elas realmente sentem tudo o que eu sinto, não do mesmo jeito, talvez não com a mesma intensidade, mas todas sentem. Todas sabem. E ver que realmente há beleza nas coisas é o mais bonito de tudo. É que um belo dia eu acordei e comecei a ver as pessoas de outro jeito. E daí ficou muito mais fácil de gostar delas. Elas são tão pessoas como eu, tão bonitas por dentro, tão românticas e tão especiais, da maneira que elas sabem ser. E é tão bom ter aprendido isso que eu me sinto até mais leve. E é mais fácil conviver com elas, sem culpa, sem pressões. Pelo gosto de ver quem elas são, pelo simples gosto de falar asneiras e dar risada. Elas não são pessoas tão normais em certos pontos, cada uma com sua especialidade. Elas são mais que tudo pra mim. Essa minha família praticamente nova que eu descubro a cada dia é uma forma de sustento muito maior do que essa palavra em si. Não é só sobre dinheiro e comida, elas me sustentam com amor, com graça, com abraços, com piadas, com dias bons, com sorrisos. Sustento mesmo é isso, eu acho. Televisão e internet não dão nada disso e família possui um significado muito amplo pra mim. Mais uma palavra pra minha lista de preferidas: família.

Um comentário:

yvy disse...

Na verdade, estou com essa janelinha aberta faz alguns minutos, perambulando como uma TARÂNTULA (como diz a madonna), procurando o que dizer...
















hm.












eu amo você.