02 dezembro 2008

Is this the end?


Não era a toa que eras conselheiro
Porque, meu querido Antônio Prado,
Não vejo no mundo melhor cargo
Que à seus fiéis discipulos dar conselhos.

Sentados na grama de uma quase floresta
aprendendo sobre a vida e vendo a hora voar
Vemos que agora pouco tempo aqui nos resta
E nossa história está escrita dentro desse lugar

Me diz onde mais a gente aprende a viver
Me diz que escola ensina um estudante
a ser a pessoa que ele quer ser
E não apenas decorar os livros daquela velha estante

Não me deixe esquecer as cores das paredes
como eram antes de pintar
e aqueles azulejos terríveis
espero que eles nunca queiram trocar

Cortaram o seu cabelo? É a nossa história! É tradição!
Entra um bixo burro e saí daqui um cidadão
O tempo é curto demais mas o espaço não
E a gente aprende intensamente a seguir o coração

Senhor Antônio Prado me dê um conselho,
Quando meus pés seguirem um caminho pra longe de ti
O que eu faço com a saudade que sei que vou sentir?
Como eu faço pra voltar se eu não agüentar sair daqui?

2 comentários:

lara;* disse...

É sobre a sua escola ou eu tô viajando?
texto lindo, até emociona^^

mariana! disse...

aaaaaaah.
eu acho que até gosto da etecap. HAHAHA. brincadeira.


ficou lindo, cá.