05 março 2009

Seu samba vai tocar no infinito

Shows são uma ilusão. Nós vamos alegremente até o local, pegamos fila, pagamos caríssimo no ingresso, brigamos com pessoas chatas, pisoteamos os pés dos outros, perdemos o celular, somos roubados, mas no final nada disso importa, nós estamos lá, cara a cara com a pessoa que admiramos, compartilhando olhares, acreditando na imensa e idiota ilusão de que estamos, realmente, compartilhando olhares.

Mas então ela veio. Ela apareceu naquele palco pra quebrar todas as certezas que eu tive. Foram duas vezes, esperanças duplamente reforçadas e SIM, eu realmente acredito que ela se lembrou de nós. Porque, oras, existem mil fãs da Maria Rita. Existem mil fãs de samba, existem mil fãs de todas as coisas. Mas eu sei que, naquele dia, nós nos destacamos. Pra ela, inclusive. Nós éramos a nova idade, reunida com toda a mais pura unidade, bem ali, na frente dela e gritando. E chorando. E dizendo com os olhos: nós gostaríamos de ter um símbolo pra fazer com as mãos e dizer o seu samba, mas estamos aqui, com a maior adolescência possível dizendo com as mãos erguidas no ar: Yeah, girl, you ROCK. You rock com o seu samba de bossa e não de grito, you rock com as suas dancinhas, com as suas gracinhas e com as suas pernas torneadas e roupas de lantejoula. E, sim, eu realmente acredito que ela pegou essa mensagem no ar, dentro da magia que se forma naquele pequeno universo que celebra tudo o que é bonito que é o show da Maria Rita.

Quão ridículo é dar corda a essas esperanças? Quão tosco e sem noção é isso? Quanta vontade seria necessária pra fazer com que quatro pessoas vissem e acreditassem nessa mesma coisa? Não é muito possível que tenhamos imaginado. Não consigo acreditar nessa possibilidade. Ela olhou pra nós, ela apontou pra nós, ela imitou o nosso gesto idiota, ela riu quando nos viu e ela disse: Pra você também. Ela disse pra nós, eu tenho a mais absoluta certeza disso. E que me rotulem de louca, se quiserem, que ninguém acredite em nós, que me olhem com cara de desprezo enquanto eu conto, eu não vou me importar. Porque essa semente de esperança é minha e eu sinto como se eu pudesse mudar o mundo. Uma semente dividida em cinco. Que me faz ter forças pra seguir essa trajetória e acreditar nos meus sonhos mais incríveis.

Desde ontem, nasceu em mim uma expectativa de um futuro melhor, uma vontade, uma verdade, um desejo de ser algo notável, nasceu em mim algo bom e novo e tudo isso tem o seu nome assinado em baixo, Maria Rita. Os seus nós da garganta, os seus choros, eu acredito na verdade de cada uma das coisas que você faz, com o seu coração enorme. Eu sinto na sua voz, o quanto tudo é verdadeiro. Eu acredito na sua força e NINGUÉM poderia ter representado melhor a comemoração do dia da mulher do que você.

É, Maria Rita, a novidade que anda por aqui é toda sua ♡

7 comentários:

Pati :) disse...

Que ninguém acredite em nós, eu também não ligo. Éramos nós que estávamos lá e nós sentimos que tudo aquilo era verdade, que aquelas coisas eram para gente e que ela entendeu a gente de uma forma ou outra. Não me importo com o que as pessoas dizem.

Pati :) disse...

Ai, pode ser aquele êxtase pós show que ainda corre nas minhas veias. Talvez seja por eu também ter estado lá e sentido tudo exatamente do jeito que você descreveu. Talvez seja porque nós estamos cada mais apaixonados pela Maria Rita e esse show só selou esse amor mais forte dentro de nós, mas eu acho que esse é um dos seus melhores posts. Sentir é diferente, trás uma emoção diferente que nenhum CD consegue transpassar e nós estávamos lá. Nós sentimos e temos certeza, mesmo que nossas certezas estejam erradas - mas eu não acho que estejam. :)

mariana! disse...

aah, como ela tava bonita! :)

da próxima vez, vocês tem que entrar no camarim!

Lizi Straci disse...

tá, eu vou ficar com a Pati então, boba. ♥

Mariana disse...

Eu acredito, tá, Cá? :)

Mariana disse...

suas bochechas estão mais apertáveis também que eu sei ♥

Bruno disse...

olha, eu venho aqui bastante.
=)

eu gosto demais do seus textos, mesmo lendo de novo várias vezes

AIUEHUAIEH

amo você.