15 fevereiro 2007

Teatro

Camila entra no quarto, Gabi está lendo:
- A gente precisa conversar. - diz Camila impacientemente.
- Sobre o quê? - responde Gabriela, sem se importar.
- Sobre a gente, você sabe... Tudo. Eu não agüento mais.
- Pra que levar isso tão a sério? A gente foi uma brincadeira! Eu tenho um status pra zelar. Você realmente acha que essa nossa história vai pra frente? O meu marido me mataria se soubesse!
Camila se afasta, sem saber se era ódio ou tristeza que sentia. Ela se apoia na mesa, sem saber o que fazer.
- Você não pode fazer isso comigo... Você disse que me amava.
- Posso sim, você sabe que eu posso. O João deve estar chegando, você tem que ir.
Enquanto as lágrimas rolam de seu rosto, antes feliz, Camila observa o café da manhã, ainda sobre a mesa.
- Eu não mereço isso, Gabriela. Não mesmo.
Camila segura a faca do queijo. Afiada... Com o estômago revirando, nem de ansiedade, nem de comer demais, outra coisa a atormentava.
- Você sabe que eu nunca gostei tanto de você quanto você de mim. - explica Gabriela, sem escolher palavras.
Camila se vira com a faca em mãos.
- Você não pode fazer isso comigo. E tudo mais?
- O que é isso? O que você vai fazer? Enlouqueceu? - Gabriela começa a ficar nervosa ao ver Camila discutindo com a faca. - Se você chegar perto, eu vou gritar!!!
- Grita! -diz Camila, saindo de si de uma vez por todas - Se você não for minha, também não será de mais ninguém!
- AHHH!
Já era tarde, amor doentio. Amor. Com ou sem pontos. Incompreendido demais. Estranho demais. Até as últimas gotas de sangue escorridas nas luvas. Até as últimas circunstâncias e conseqüencias. De um só lado, sem amor. Sem nada.
Enquanto não sabia o que fazer, o que tinha feito, a mais nova assassina bola um plano pro crime perfeito em sua cabecinha.
- Eu amo você demais, é melhor assim. - termina Camila deixando a sua por tanto amada agonizando no próprio quarto.





Essa é a ultima cena do melhor teatro que a gente fez no ano passado. Foi demais, cara. E pra ajudar eu tirei MB! Esse ano não vai ter artes e eu vou sentir falta dessas criatividades aqui, por isso que eu resolvi postar! :)

O começo do teatro era ela morrendo, e o tempo todo a gente tentava descobrir quem foi. Desconfiavam de todos, menos de mim! Muahahahahah! Então, a gente fez um mini flash back na última cena que foi demais de interpretar, mano. Muito bom!

7 comentários:

(: disse...

Terás ele amanhã...ou sábado. Amanhã vou verei a Má, e darei o CD a ela! Se ela entregará amanhã ou não, eu já não sei. Mil perdões por ficar tanto tempo com ele!

Obrigada pelos elogios amigammmmmmmmmmm!
E meu pai ainda está pensando se te perdoa, é que foi grave demais, você sabe, né?

Hm... que mais?
é nois em help (h)

(: disse...

VOU VEREI foi foda.
vou ver, ou, verei.
você escolhe...

Vi disse...

Bons momentos d um ano n tao feliz nehh
Nem tudo foi trist, fala a vdd neh...xP

Lucas Santana disse...

OI... to sem fazer nada e vim aki comentar... é isso... tchau! (num ligue... monotonia na net causa isso... vc deve saber!).... Aliás... oq eu vc faz para manter seu blog chio de comentários, seu MySpace cheio de amigos, etc etc... so um fracasso com essas coisas de sites pessoais... haushau... Teh mais... aliás... vc me conhece neh? Sou amiga da karol...

Lucas Santana disse...

Ops... depois de furos de escrever *amiga da karol (sendo eu amigO da karol) e *Chio de comentários (chEio de comentários)... vim aki te responder! AAh, atualiza seu blog!!! (to brincando... quem sou eu pra dizer isso!? eu atualizo o meu de uma em uma semana quase!!!) hausahaush... é tb tenho visitantes cativos (karol!!!!!) que sempre comentam!!! hehehe... entra lá de vez em quando... e vc num gosta da kelly? fazer u q neh? mas pelo menos vc gosta da Avril (gosta neh???!!!) haushau... teh

RiotGirl~ disse...

Esse teatro foi show: dramático, engraçado e ao mesmo tempo imprevisível!
Ah, mal o furo com o Lost, eu pensei que vc já tinha assistido de-er pra mim! ^^'

beeijo~
=*

RiotGirl~ disse...

Ah, claro, demorou pra você atualizar aki! hsuaausha...=P
bjo

:*